• Dia 1 – Werchter – Resumo

    Saímos do Café Belga em Bruxelas por volta das 18:15 em direcção à estação de comboios de Leuven (havia um autocarro directo entre essa estação e o local do festival)…

    Apesar de ser bem diferente do de Portugal, o espírito festivaleiro já se começava a sentir! A grande diferença para mim reside no facto de grande parte do pessoal andar carrancudo e de trombas… As pessoas não são tão alegres por cá, mas não foi nada que já não estivesse à espera.

    DSC08890.JPG

    O recinto é simpático, com umas árvorezinhas, alguma relva, espaço e muitas opções de diversão, comida e bebida… Tem é os 2 palcos muito próximos o que não é lá muito bom nem para o som nem para o movimento de massas!!

    DSC08884.JPG

    Air: Estes franceses já estavam a tocar quando chegámos, no palco 2, dentro de uma tenda gigante. O som deles é muito bom e são uma banda de culto por cá! Foi agradável para começar a ambientar-me á minha casa nos próximos 3 dias!!

    Marilyn Manson: Tiveram muitos problemas com o som no palco principal…isso não ajudou…Imaginem o que é nas melhores músicas o som desligar-se…SÉRIO!! Estava parvo..como é que aquilo podia acontecer… Na verdade deram espectáculo, não o de um concerto em nome próprio, mas o espectáculo possível de festival… “Marilyn” sempre cheio de comichão nos seus orgãos, mete a mão no rabo, deixa o micro cair, atira-se ao chão, baixa as calças, é o artista marketing, apesar de na altura já estar completamente lixado com as condições sonoras… Do que eu já vi deles não foi de todo o melhor concerto… Isto também de os pôr a tocar durante o dia também não ajuda!

    DSC08895.JPG

    Bjork: Apareceu linda, num palco fantasticamente decorado ao seu estilo…e…encantou o público! Vimos o concerto bem lá na frente, e a voz dela, a sua maneira de dançar, de estar no palco, a música é simplesmente divinal. Não falha uma notinha, não pára um segundo, e tudo funciona muito bem. Palavras para quê, adorei a Bjork e quero revê-la num concerto em seu nome , num sala fechada, mais intimista….

    DSC08925.JPG

    Muse: Para mim foram sem dúvida os grandes vencedores da noite… Que concerto brutal…. Apresentação, atitude, postura, tudo perfeito. Era por eles que o público mais ansiava…E finalmente saltaram, dançaram, gritaram e bateram palmas… O som destes senhores foi potentíssimo, e felizmente desde Marilyn nunca mais falhou ao longo da noite… Sem dúvida uma das minhas bandas preferidas.

    dia 1

    YouTube Preview Image

    Estado actual:
    Cansaço: 33%
    Cafeína: 5 %

    Logo há mais…lá estarei!
    bjs e abraços

    LM

    Share Button
  • Dia 1 – Werchter Festival

    Hoje a partir das 18:30 se me quiserem encontrar estarei ao pé de 80 mil pessoas em Leuven 😉

    Programa das festas:

    18:10 – Air traffic

    19:35 – Air

    21:00 – Marilyn Manson

    22:35 – Bjork

    00:30 – Muse

    Hasta manhana!!!
    LM

    Share Button
  • 2 dias no Luxemburgo

    Para o país pequenino que é, o “Grão-Ducado do Luxemburgo” tem muita coisa para mostrar, especialmente ali na zona do Nordeste, plena região das Ardennes…

    DSC08777.JPG

    Foi exactamente por lá que entrámos, direitinhos a Vianden, uma pequena vila medieval num tremendo vale rasgado por um rio, e com o castelo lá bem alto, o mesmo que estou farto de publicitar em outros posts 😉

    DSC08699.JPG

    Vianden é muito pequenina e tem uma característica que desde cedo nos fez sorrir…ouve-se português em todo o lado 😉 Ele é na rua, ele é nos cafés, ele é nas janelas… eles são ás dezenas e não se fazem rogados em falar connosco…

    DSC08666.jpg

    Eu – Olá boa tarde! Acha que me consegue dizer onde se come bem por cá?

    Emigrante – Ali em baixo há pizzas a 5 €, mas isto cada um é como cada qual!

    Eu – Muito obrigado! Então e o que faz por cá ?

    Emigrante – Eu olhe, estou cá há 25 anos, sou da campeã, Vila Real, e faço tudo! Desde terraplanagem a nível, estradas e casas! Olhe, por exemplo, esta estrada por aí a fora fui eu que fiz! Já sou responsável por uma bela equipa, aí umas vinte pessoas! E o senhor, não me diga que não tem trabalho ?!?!

    Eu – Obrigado, mas tenho sim! Vim só passar o fim-de-semana e trabalho em Bruxelas…

    Emigrante – Pronto então, continuação!

    Digamos que na primeira conversa já me queriam oferecer trabalho como pedreiro, “terraplanador”, ou mesmo decorador de fachadas, mas sinceramente, acho que não me iria sair lá muito bem! Uma coisa é acartar baldes de massa, agora terraplanagem…hum…não sei se me adaptava!! ehehe

    Uma coisa é certa… Todos eles vivem bem, estão bem integrados, e acima de tudo tornam a vila bem mais acolhedora! Imaginam o que é deixar a chave na parte de fora da porta de casa? Em Vianden é normal… 😉

    A jantarada foi o típico presunto serrano e a famosa truta antes de ficarmos pasmados na janela do quarto a ver a noite cair…

    DSC08727.JPG

    O Domingo foi passado maioritariamente na floresta, a fazer trekking, a passear e a curtir num parque-aventura brutal que merecerá mais tarde um post dedicado..

    DSC08858.jpg

    Passámos pela cidade do Luxemburgo, e apesar de termos estado lá apenas umas 2 horas, deu para perceber que neste país o stress não é um problema… Tudo calmo, tranquilo a passear, sem buzinadas dos carros, muito verde e acima de tudo Tugas e mais tugas na rua 😉

    DSC08867.JPG
    DSC08864.JPG

    Um país a visitar,

    bjs e abraços

    LM

    Share Button
  • Vista do hotel

    Foi um fim-de-semana muito bem passado num país tão pequenino mas com tanta coisa para ver…

    Ups entrámos no Luxemburgo…ups já saímos!??! okok, voltámos a entrar… épá, afinal não, nem tinhamos saído, então saímos ou não?!!Estamos onde? Na França? Alemanha? Bélgica???

    Esta é uma foto tirada a partir da janela do nosso quarto em Vianden :)

    vista.jpg

    Sim, a Raquel está em Bruxelas :)

    bjs e abraços

    LM

    Share Button
  • Um plano simples

    Que acham vocês de um fim-de-semana numa pequena vila medieval, bem aos pés de um monumental castelo ?

    Vianden fica a 2 horas e 15 minutos de Bruxelas, na bela região das Ardennes Luxemburguesas 😉

    vianden.jpg

    Podem chover pandeiretas, archotes, esquilos e garrafas de super bock… Amanhã tenho obrigatoriamente de ir passear, estou a ressacar!!! eheheh

    Bjs, abraços e bom fim-de-semana

    LM

    Share Button
  • “10” de Junho em Bruxelas

    No domingo passado foi a festa comemorativa do 10 de Junho em Saint Gilles, Bruxelas!

    Muito aprendi eu com os versos deste grande senhor da música popular portuguesa, o Sr. José Alberto Reis…ora reparem nos excertos de 3 músicas COMPLETAMENTE distintas…
    1.

    As andorinhas fazem coro com a ribeira
    Numa canção bem nossa conhecida
    Choro de saudade porque foste a primeira
    E serás sempre a dona da minha vida

    2.

    Um homem novo
    Está no teu cais
    Só falta mesmo
    O teu perdão
    E nada mais

    3.

    Contigo sempre sonhei
    Tanto amor te dei
    Perdidamente
    Quero-te de novo aqui
    P’ra viver junto de ti
    Eternamente
    Muitas rosas vou colher
    P’ra eu te oferecer
    No dia que regressares
    Rosas vermelhas sem espinhos
    Versos lindos e carinhos
    P’ra que possas recordar

    Poderia continuar com os excertos, mas ia começar a chorar em breve com tamanha comoção 😉

    pastel.jpg

    E agora as pérolas…

    Pérola 1

    Pérola 2

    bjs e abraços,

    LM

    Share Button
  • Roterdão

    Eram 14:30 quando chegàmos a Roterdão…

    O tempo estava manhoso, com alguma chuva de vez em quando, mas nada que nos impedisse de aproveitar o churrasco Brasileiro preparado em casa do Alexandre, um paulista que por lá vive. Caipirinha, batida de coco, a bela gelada SKOLL (cerveja brasileira), as piadas entre paulistas e cariocas, um início de tarde muito bem passado, especialmente porque o tempo estava a melhorar e era hora de passear pela cidade…

    Roterdão é o maior Porto Europeu, uma cidade que foi completamente destruída no início da segunda grande guerra com um brutal bombardeamento Alemão, mas cuja reconstrução a tornou numa cidade super curiosa para conhecer. Primeiro porque os edifícios são todos malucos, enormes com linhas que fogem ao normal, curvas, tortas, com formas estranhas e modernas…depois porque há uma integração de um ambiente super industrial na vida quotidiana da cidade. As gruas antigas são aproveitadas como candeeiros, uma parte do porto tornou-se um museu marítimo, as pontes parecem que nada têm a ver com o resto da cidade…interessante mesmo!

    collage45.jpg

    Passeámos durante horas e ainda deu tempo para jogar quase 45 minutos de Matrecos numa Coffee Shop…vantagem para o Benfica, Simãozinho de pé quente a golear a defesa fraquíssima de Ana Gama e Nádia Borges…;) Muahahaah!!!

    Regressámos já era meia noite, mas cientes que o dia de Domingo ia ser brutal… os festejos do 10 de Junho em Saint Gilles, Bruxelas, prometiam…(apesar de ser dia 17!lol)

    Muitas novidades em breve…fiquem atentos 😉

    bjs e abraços

    LM

    Share Button