• Não assumirás compromissos públicos!

    Olá a todos,

    Chegou ao fim a lua-de-mel destes vossos amigos casados de fresco. Estive a investigar um pouco o termo (Lua-de-mel), e pelos vistos não é conclusiva a sua origem, como tal escolhi, e fico-me pela seguinte definição que me parece a mais “acertada”, ou pelo menos a que mais me convém:

    “Se um homem tiver se casado recentemente, não será enviado à guerra, nem assumirá nenhum compromisso público. Durante um ano estará livre para ficar em casa e fazer feliz à mulher com quem se casou.”

    Tendo em consideração a vida complicada que se avizinha em Portugal, bem como o facto de estarmos já em pleno Outono, e como tal a caminhar a passos largos para o Inverno e como diz a Mari, para o frio, decidimos como indica a definição não assumir compromissos públicos, e estarmos livres um para o outro, como tal iremos durante o ano mencionado prolongar a nossa lua-de-mel e consequente bronze. Como tal, ja não regressamos…! 😉

    ANTES FOSSE!!!!!!!!!!!!!!!!! Eu já sabia disto, mas confirmo que acho que era capaz de me habituar a esta vida entre viajar, conhecer coisas novas todos os dias e conjugar isto com Snorkeling em águas transparentes. Alguém alinha ??

    Em jeito de conclusão, foram 3 semanas brutais, passadas com uma rapidez tremenda, o que significa que para além de terem sido bem aproveitadas, foram passadas em muito boa companhia! Eu e a minha mulher (adoro dizer isto) sempre nos demos bem a viajar, até porque ela come as saladas das sandes, e eu como o queijo e o fiambre, para além dela ser já o pêndulo que me faz orientar entre a loucura, estupidez e a sensatez que também devemos ter quando estamos assim tão longe.

    Agora é voltar ao mundo habitual, escrevo-vos da bela mer#$ do aeroporto de Los Angeles, e começar a preparar  a próxima aventura, até porque ideias temos de sobra! Aqui ficam algumas imagens, em estilo compacto das últimas três semanas que alternaram entre o frio e a loucura de NY e SF, e o calor e as mantas gigantes com as quais tivemos o privilégio de nadar ontem, num dia simplesmente mágico passado nos corais de Bora Bora… Até à próxima!

    NEW YORK

    IMG_2166

     

    SAN FRANCISCO

    IMG_2429

     

    BORA BORA

    IMG_3993

    Agora vamos só apanhar um voo de mais 10h até Londres, e em breve estaremos por Portugal até porque há despedida da Paula e do Paiva que vão para o Rio de Janeiro viver, o cd da TAISCTE para ajudar a finalizar, uma nova pequena incursão aos Picos da Europa para idealizar, uma família cheia de saudades nossas, uma banda que tem de gravar vários temas e preparar o concerto de estreia no pavilhão atlântico (lol), emissões de rádio aos Domingos, um ideo do casamento que irá sair em breve e que teremos de ver milhões de vezes, muitas fotos, e claro, muitos amigos e milhões de coisas para fazer na nossa cidade.

    Bjs e abraços e até sexta,

    Luís M.

    Share Button
  • San Francisco – 4 dias, 4 noites

    SF

    Olá a todos,

    Escrevo-vos estas palavras de um lugar paridísiaco, mas não queria deixar de falar da segunda cidade ue visitámos na nossa lua-de-mel. Uma cidade que acabei por conhecer relativamente bem, mas que considero que não é uma cidade para fazer turismo. É sim, ao invés disso uma cidade para viver durante algum tempo e incorporar os States mais tradicionais. Passo a explicar….

    São Francisco é na minha opinião, e do pouco que conheço uma verdadeira cidade Norte-Americana tal como a imaginava. A cidade das perseguições fantásticas de automóvel nos filmes de Holywood através das suas incríveis colinas que de facto existem, dos típicos dinners Americanos abertos até altas horas, dos motéis à beira da estrada, da tecnologia e da vibração de ter ali tão perto o berço de tantas coisas que hoje nos são imprescindíveis  (Facebook, Apple, Microsoft, HP, etc…), da baía onde nasceram tantas canções que tão bem conhecemos, da prisão mais famosa do mundo, dos bagels, dos litros de café, dos hippies…

    Chegámos já a noita ia longa, e depois do transfer do aeroporto de São Franciso (para mim o melhor aeroporto onde já estive) depois das 8h cansativas de viagem, o check-in no hotel foi assim bem rápido para termos tempo de passar no Subway para uma sandoca antes de ir dormir… Em 50 metros vimos a primeira prostituta (neste caso travesti) com um grande par de bazongas, nalgas de fora, e 50 metros depois uma segunda prostituta… seguimos em frente, inclusivamente dando as boas noites às senhoras, e ao lado do Subway, grande festa cheia de malta já bem bebida na rua… pensámos… escolhemos uma rua boa para o nosso hotel!

    O primeiro dia em São Francisco foi-nos “induzido” pelo rececionista lá do hotel que nos impingiu aqueles autocarros vermelhos, hop on, hop off, que teoricamente está sempre a andar pela cidade e nos deixa em lugares pré-determinados. Nunca tinha apanhado uma coisa daquelas na minha vida, mas tendo em consideração o cansaço acumulado, lá dissemos que sim… Acabou por ser muito fixe este primeiro dia, pois fomos à Golden Gate Bridge e a Sausalito, uma pequena cidade do outro lado da baía muito porreira, boa onda, com um tempo espectacular onde tivemos uma visão perfeita de São Francisco, exatamente do outro lado da baía.

    20131020 a 22 - São Francisco1

    20131020 a 22 - São Francisco

    Fizemos a travessia da Golden Gate a pé, com uma bruta ventania, e digo-vos…vale bem a pena, mas é bem impressionante o poder daquela estrutura,e a altura a que ela está acima da água… Do lado esquerdo, o oceano Pacífico, do lado direito, San Francisco bay e Alcatraz, que se ergue imponente lá bem no meio.

    Já o segundo dia foi bem diferente. Depois de esperarmos horrores pelo próximo autocarro vermelho, este deixou-nos na zona hippie, e passámos antes em Alamo Square para ver as casinhas típicas numa das várias colinas… A Zona Hippie, onde viveu Janis Joplin, Jimmy Hendrix,  é uma zona divertida, diferente, mas um tanto ou quanto radical a mais para nós. Os hippies acabam por se confundir muitas vezes com pessoas que vivem na rua,  muitas vezes por opção, e que pouco ou nenhum banho tomam, vivem agarrados a vários cães, e pedem na rua dinheiro, com cartazes a dizerem que não gostam de guerra, ou que querem dinheiro para erva (literal). Não é uma generalização, mas os hippies que vimos por lá não tinham muito bom aspecto, e adoram chocar quem passa ..Vi uma fantástica lambidela de um senhor no sovaco peludo  da sua namorada… Ao natural é que é bom :)

    20131020 a 22 - São Francisco2

    Estava um frio do caraças por esta altura, e depois de esperarmos 1 hora por um atocarro que nunca mais chegava, lá regressámos, para apanhar novo autocarro que nos iria levar a uma tour noturna… Mal nós sabíamos, que 1 hora depois, com um frio descomunal, o mesmo autucarro avariava…fazendo o resto da viagem de regresso sem suspensáo…super confortável vos digo!

    Conclusão, Hop Hop, Hop bosta!! Nunca mais!

    O dia a seguir foi completamente diferente, colocámos o autocarro de lado, e aí sim, vimos São Francisco a pé, pamilhada como merece ser vista! As colinas, a vista para a Bay Bridge, o Cable car, Union Square, Chinatown, Pacific Heights, a Marina, etc… Simplesmente fantástica a cidade, apesar de muitas mas mesmo muitas pessoas sem casa se encontrarem a pedir em várias ruas, o que dá um ar à cidade mais pesado e de certa forma, menos seguro que o habitual.

    20131020 a 22 - São Francisco3

    Uma das coisas que achei curiosa, foi o facto dos jovens da Google, Facebook e Apple habitarem a zona mais cara da cidade. São bem pagos os senhores pelos vistos, e todos os dias de manhã um autocarro vem buscá-los à cidade para os levar para Palo Alto para trabalhar! Vida dura a deles!!

    Para terminar em beleza a visita, no dia a seguir madrugámos e fomos ver Alcatraz de manhã, num dia que estava medonho, com nevoreiro espesso, e que tornou a visita simplesmente brutal! Adorámos, a história, a prisão, o chegar lá de barco, a vista, as tentativas de fuga, história ali tão recente e tão conhecida! Estava na hora depois de apanhar novo avião… Polinésia Francese, o próximo destino 😉

    20131020 a 22 - São Francisco4

    Bjs e abraços,

    Luís M.

    Share Button
  • Nova Iorque, que és brutal!

    NY

    Olá a todos,

    A nossa lua-de-mel foi escolhida de forma a que fosse uma viagem que pudesse complementar as preferências do noivo e da noiva. Sendo assim, entre as praias paradisíacas de Bora Bora para terminar, a histórica e mística São Francisco pelo meio, e a urbana e vibrante Nova Iorque para começar, vão ser passadas 3 semanas longe do trabalho e de casa para libertar o stress habitual, e  evitar o síndrome pós casamento que normalmente acaba por ser meio triste por todo o planeamento já estar terminado e pelo facto do dia já ter passado…Assim, um dia depois da loucura, pimbas…Nova Iorque! Vai buscar 😉

    Estivemos 4 noites em Nova Iorque e creio poder dizer com toda a confiança que ficámos a conhecer grande parte do percurso normal de turista, bem como uma pequena amostra daquilo que não é assim tão normal e regular para quem por lá passa.

    20131014 a 18 - Nova Iorque1

    Normalmente a chegada a NYC depois de uma viagem tão grande mete sempre alguma adrenalina e é isto que me parece que ajuda a compensar o Jet lag e o tareão da viagem. Foi isso que nos aconteceu, e o facto do hotel ficar a uma rua de distância de Times Square, tão perto da loucura, claramente ajudou a despertar os sentidos!

    Nova Iorque é uma cidade vibrante a todos os níveis… São milhares de turistas e de coisas a acontecer durante todo o dia, e toda a noite, vale a pena chegar cá sem preconceitos, esquecer as multidões porque elas vão cá estar sempre, e simplesmente aproveitar aquilo que a cidade tem para oferecer.

    20131014 a 18 - Nova Iorque6

    Empire State Building (sempre incrível), Central Park (único), Rockefeller Center (home alone), High Line (desconhecia e é muito bom, um antigo caminho de ferro, por cima das ruas de NY), Chelsea (a zona residencial não turistica, um pouco creepy por vezes), 9/11 memorial (único… história real do nosso tempo), Financial District (A Mari passou-se com montes de coisas que ela conhece e que eu desconheço completamente…iShares, Wallstreet, BNP…enfim..), Chinatown (Um mundo dentro de NY), Little Italy (Lá almoçámos), Soho (Classy), Brooklin (Muito boa a vista e a passagem da ponte)… foram alguns dos muitos sitios que tivemos a oportunidade de conhecer e de visitar… Fantástico ambiente, cidade segura, muito viva e muito “American style”, que para quem como eu adora, é excelente! Foram 4 fantásticos dias, passados a andar comó caraças, cansativos, mas que nos encheram as medidas !!

    20131014 a 18 - Nova Iorque5

    Quanto a musicais em cena na Broadway, fomos ver o rei Leão depois de muita indecisão a escolher, e apesar de ser de facto um espectáculo muito bom, não nos encheu completamente as medidas. Provavelmente a cena dos animaizinhos fofinhos, e do facto de ser uma história já bem conhecida e batida, não nos completou. Valeu bem a pena, mas é caro para aquilo que outro género de musical nos poderia ter dado. Agora já sabemos, no nosso top continua o Hairspray por enquanto! 😉

    20131014 a 18 - Nova Iorque7

    Em breve, “If you’re going…to San Francisco…!”

    Bjs e abraços,

    Luís M.

    Share Button
  • Nova Iorque..imagens

    A minha primeira viagem “à séria” foi partilhada com o meu amigo Rui Silvestre!

    Deccorria o ano de 2001…ainda havia Torres Gémeas, e estivemos uma semaninha a curtir na “Big Apple” enquanto esperávamos ansiosamente pelos 2 concertos de Dave Matthews Band, em Saratoga Springs! BRUTALLL!

    2002 - Nova Iorque.jpg

    2002 - Nova Iorque1.jpg

    LM

    Share Button