• Dave Matthews Brutal Band!

    Olá a todos,

    Em 1995 tinha a mania que queria ser baterista, e tinha no meu amigo Lino Silva, amigo de Vila Real, a minha fonte inesgotável de nova música. Durante aqueles anos o Lino praticamente todas as semanas mostrava-me bandas novas, recordo-me de D.A.D., Suicidal Tendencies, Dream Theatre, Van Halen,  e muitas mais… ficávamos horas em casa dele e na minha a ouvir discos e K7, sempre muito focados na qualidade sonora e de produção, como nas capacidades técnicas dos músicos.

    Numa dessas sessões, o Lino deu-me uma K7 gravada com o álbum “Under the Table and Dreaming” e disse-me, ouve este baterista, esta banda chama-se Dave Matthews Band.

    Recordo-me que não só adorei o ábum, mas muito mais que isso adorei o baterista, de nome “Carter Beauford”. Passei os anos seguintes a procurar tudo o que pudesse encontrar sobre a banda, e a ouvir centenas de vezes aquelas músicas, os breaks de bateria, e literalmente a tentar imitar aquele que era  já na altura se tornara o meu ídolo. Seguiram-se mais K7s , CDs, e já em Lisboa em 1999, com a Internet a dar os primeiros passos mando vir o Listeners Supported  em DVD, 1999. Rapidamente grandes amigos meus, Rui Silvestre, Pedro Santos, Rafael Bastos começavam a ficar impressionados e agarrados ao poder daquela banda, especialmente quando ouvíamos as gravações ao vivo.

    Concertos na Europa da banda eram mentira, como tal a alternativa seria Estados Unidos, mas claro, não havia capacidade para isso. Um dia pego no telefone da sala da tuna no ISCTE, ligo à minha mãe ao almoço e pergunto-lhe…  – “Não temos família em Nova Iorque ? É que estava a pensar ir ver um concerto lá se conseguisse juntar dinheiro e assim não gastava dinheiro no alojamento.” A minha mãe ri-se, e diz que sim, que falávamos à noite. Nessa noite a minha mãe ligou-me e ofereceu-me um bilhete para Nova Iorque… Disse que era uma prenda… porra, fiquei louco! :)

    Saratoga Springs, estado de Nova Iorque, 29 e 30 de Julho de 2001, 2 concertos seguidos, eu e o meu grande amigo Rui Silvestre, a nossa estreia a ver Dave Matthews Band ao vivo! Foi uma fantástica experiência, mas ficou uma espécie de amargo de boca pois aquele público Norte Americano era de facto muito fraco e pouco interactivo… era mais conversa do que ver o concerto!

    Já em 2007 vi Dave Matthews Band pela primeira vez em Portugal. Estava perto do palco, e no início do concerto olho para a minha direita e lá estava o responsável pela minha devoção a esta banda… o meu amigo Lino de Vila Real, de forma completamente inesperada, mas na verdade a fazer todo o sentido. Foi um concerto memorável, o melhor de sempre a que já assisti.

    Em 2009 voltei a ver Dave Matthews Band, desta feita a solo com Tim Reynolds em Bruxelas, e o Tim ofereceu-me uma palheta que eu estupidamente ainda não encontro dadas as mudanças de casa… enfim, “ca urso”!

    Esta semana vi Dave Matthews Band de novo em Lisboa, e lá estava o Lino de novo, mas agora como fotógrafo a fazer obras de arte com a lente… ora vejam…

    12113480_10150566938964996_3384065728201938968_o

    Sou fã incondicional, não sei as letras todas de cor pois tenho memória de peixe, mas conheço todas as voltas e voltinhas dos breaks de bateria, dos solos de violino, sax e trompete, dos inícios e fins de música, das caras e  movimentos do Dave, e observo minunciosamente todo o palco…

    YouTube Preview Image

    Foi um concerto brutal, Carter por favor não pares de tocar bateria… és de longe o maior :)

    Bjs e abraços,

    Luís M.

    Share Button