Pequim – Muralha da China

Eram 7:45 quando uma carrinha de turismo nos apanhou no nosso já descrito hotel. Ainda bem que fomos os primeiros a ser recolhidos, isto porque inibiria os restantes turistas de ficarem melindrados com as nossas instalações, dado que as suas eram bastante mais modestas.
Com isto partimos para o primeiro tour na expectativa de passarmos o dia na Muralha da China e visitar duas lojitas. Mas não… Claro que nunca poderia ser assim tão simples! Na realidade passámos o dia em grandes megastores de medicina Oriental e pedras Jade, sobrando ainda tempo para dar um saltinho à muralha.
Então foi assim:
1. Fábrica de Jade – Complexo gigantesco, repleto de amarelinhos que se colavam aos pés e que se acotovelavam para ver uma quantidade enorme de pedras de Jade que segundo eles trazem tudo de bom! à saída, Picos torna-se um mágico com argolas.
2. Túmulos Ming – Sempre atentos à bandeirinha amarela da nossa guia lá seguimos rumo aos túmulos de várias gerações desta vasta Dinastia Ming. Até que foi interessante.

tumulos ming.jpg
tumulos ming21.jpg

 

3. Centro de Medicina Oriental – Após a passagem por uma sala repleta de fotografias e artigos relativos à medicina tradicional chinesa, entre os quais destacamos o belo do elixir de cobra com algas e nóz moscada. Em seguida fomos levados para uma sala onde nos deparamos com uma estratégia de marketing completamente inovadora:
Objectivo – Vender produtos medicinais em grandes quantidades numa janela temporal não superior a 5 minutos.
Estratégia – Vestir tres indivíduos de idade avançada e com ar experiente, visível pelo número de diopetrias, com uma bata branca. Apresentá-los à audiencia, nós, debaixo de uma calorosa ovação, criando a ideia que estamos diante da mais alta autoridade de medicina Oriental. Os budas da medicina Chinesa!
Acção em 5 minutos:
0 mins – Jovem aprendiz de bata rosinha enumera as vantagens e diferenças entre a medicina Oriental e Ocidental alegando…muito.
2 min 59 sec – Entram os budas da medicina
3 min 19 sec – Salva de palmas
4 min 15 sec – Médico pergunta individualmente quais os males que nos apoquentam.
4 min 20 sec – São-nos diagnosticadas várias doenças mortais, entre as quais:
Paiva – Sonite, custadite, e solucite (Tempo de vidas: 1 mês/ Cura: 100 Euros em chás)
Rafa – Ressonite e madruguite (Tempo de vidas: 1 mês / Cura: 100 Euros em chás)
Paulo – Ombrite desloquite e prendite ventrite (Tempo de vidas: 1 mês/ Cura: 100 Euros em chás)
Picos – Está óptimite (Tempo de vidas: 1 mês/ Cura: 100 Euros em chás)
Consegue-se aqui distinguir um padrão… Tudo acaba em ITE. 

E assim saímos satisfeitos em direcção à muralha. ERRO!!! Esperáva-nos entretanto um requintado buffet privado com cerca de 5 mil amigos. Nunca na nossa vida tinhamos almoçado com tanta gente…Qual baptizado…qual casamento…a foto fala por si!

 

mesa jantar.jpg

 

Finalmente chegámos a muralha e a sua dimensão e de facto de tirar a respiração. Milhares de Km de pura força humana não é para qualquer um.

 

muralha5.jpg

 

 

muralha4.jpg

 

 

muralha 1.jpg

 

É de facto uma das maiores maravilhas do mundo.

No entanto é bom referir que visitar a muralha num sábado á tarde não é boa ideia face ao movimento massivo de turistas chineses.
Digestão feita, e depois de muito palmilhar regressámos ao hotel e como já referimos anteriormente fomos os últimos a ser largados de forma a não causar inveja ao resto do grupo.
Resolvemos ir para a night de Pequim e acabámos por passar tres horas num bar cuja dona seria concerteza a Chinesa mais, como assim dizer, eufórica de todo o Beijing, proclamada por nós, desde logo, a princesa LUKA LUKA! Leia-se Look…Look. à saída do bar, e com as ruas desertas, descobrimos que a noite em Pequim termina cedo.

O pessoal todo

 

muralha3.jpg

 

Share Button

Only 1 comment left Go To Comment

  1. /

    Estou a ler a Imperatriz da Seda e aconselho-vos a dar uma vista de olhos nesse livro quando vierem daí, para vocês vai ser ainda mais giro lê-lo, mas são três volumes “volumosos”, mas giros 🙂

    estou com pena que as vossas aventuras vão terminar, já me estava a habituar a este blog.

    Beijocas

Leave a Reply